fbpx

O que faz um técnico em segurança do trabalho?

O mercado para técnico em Segurança do Trabalho está aquecido. As empresas buscam cada vez mais por profissionais capacitados para diminuir riscos e evitar transtornos dentro das mesmas.

Grande parte dos alunos já termina o curso empregado, porque estes profissionais são altamente valorizados no mercado de trabalho.

Além disso, toda empresa precisa ter profissionais deste ramo atuando com sua equipe.

Neste artigo, vamos abordar todas as informações fundamentais para quem gostaria de tornar-se um técnico em Segurança de Trabalho. Acompanhe!

Ainda, vamos abordar assuntos como:

  • O que faz um técnico em segurança do trabalho?
  • Onde o técnico de segurança de trabalho atua?
  • Qual a média salarial do técnico de segurança do trabalho?
  • Como fazer curso técnico em segurança do trabalho?

Continua acompanhando, tire suas dúvidas e por fim tenha um curso completo de Segurança no Trabalho.

O que faz um técnico em segurança do trabalho?

De acordo com o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, publicado pelo MEC, as principais funções de um técnico em segurança do trabalho são:

  • Investigar, analisar e recomendar medidas de prevenção e controle de acidentes.
  • Executar programas de prevenção de riscos ambientais.
  • Desenvolver ações educativas na área de saúde e segurança do trabalho.
  • Orientar o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC).

Além disso, para exercer a profissão, o técnico em segurança do trabalho precisa ter nível médio de escolaridade e formação específica em curso técnico de segurança do trabalho.

Essa é uma função de extrema importância para qualquer organização, independentemente da área de atuação.

O técnico em segurança do trabalho é responsável pelas seguintes atividades num geral:

  • Analisar e trabalhar em melhores maneiras de se realizar processos, mitigando riscos de acidentes e não prejudicando a produtividade do setor;
  • Gerir conflitos entre áreas e comunicar corretamente as políticas de segurança do trabalho;
  • Fiscalizar e monitorar a aplicação correta das normas.

Em resumo, trata-se de um profissional que elabora e executa programas de prevenção de acidente nas empresas, traça planos para garantir a saúde dos funcionário contra doenças, esclarece sobre a importância da higiene e da relação com o meio ambiente.

Onde o técnico de segurança de trabalho atua?

Qualquer empresa pode contratar um técnico em Segurança do Trabalho. Entretanto, as principais oportunidades de emprego estão concentradas em empresas com muitos funcionários.

Em suma, o profissional técnico em segurança do trabalho pode atuar tanto na indústria, na construção civil, em hospitais, bancos e comércios.

Sendo assim, é responsável pela avaliação e prevenção de acidentes e doenças ocupacionais.

O profissional técnico em segurança do trabalho pode atuar em empresas públicas e privadas de diferentes portes e setores da economia.

Assim como, é fundamental em órgãos oficiais, fazendo parte dos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho.

As competências básicas para um profissional técnico em segurança do trabalho são:

  • Capacidade de observação técnica,
  • Ética,
  • Administração de conflitos,
  • Visão sistêmica,
  • Capacidade de comunicação e negociação,
  • Trabalho em equipe
  • Atitude e proatividade

Qual a média salarial do técnico de segurança do trabalho?

Os pisos salariais são definidos pelos sindicatos da categoria e variam de acordo com o estado e setor de atuação.

Para definir o valor, o piso do salário diferencia quem são os técnicos que trabalham em hospitais, engenharias, comércio e indústria. Os vencimento podem chegar a R$6 mil reais.

Veja abaixo, os pisos salariais definidos por alguns sindicatos de técnicos em segurança do trabalho:

  • Indústria: R$ 2.958
  • Construção Civil: R$ 3.001
  • Engenharia Consultiva: R$ 3.239
  • Comércio: R$ 2.958
  • Hospitais Filantrópicos do Estado: R$ 2.794
  • Hospitais e Clínicas Particulares da Capital: R$ 2.917
  • Hospitais e Clínicas Particulares do Interior: R$ 2.768
  • Comércio Atacadista de Medicamentos, Perfumaria e Afins: R$ 2.958
  • Comércio Varejista de Material Elétrico: R$ 2.958

Veja a média salarial nacional para alguns cargos relacionados à área de segurança do trabalho:

  • Estágio em Segurança do Trabalho: R$ 860
  • Auxiliar Técnico em Segurança do Trabalho: R$ 1.374
  • Assistente em Segurança do Trabalho: R$ 1.523
  • Professor de Segurança do Trabalho: R$ 1.414
  • Analista de Segurança do Trabalho: R$ 2.977
  • Técnico em Segurança do Trabalho: R$ 2.611
  • Analista de Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde: R$ 2.777
  • Supervisor de Segurança do Trabalho: R$ 4.152
  • Coordenador de Segurança do Trabalho: R$ 4.869
  • Coordenador de Saúde, Segurança e Meio Ambiente: R$ 7.042

A profissão tem indícios para perdurar, ou seja, as empresas irão precisar cada vez mais deste tipo de profissional

Atente-se á isso e inicie seu curso técnico em segurança do trabalho agora mesmo!

Como fazer curso técnico em segurança do trabalho?

Para turbinar a carreira profissional de interessados, a melhor opção é o curso de Técnico em Segurança no Trabalho.

O aluno formado como técnico em segurança do trabalho pela CPET, estará apto para aplicar normas técnicas, procedimentos de segurança e questões envolvendo saúde e higiene.

Ao longo do curso na CPET, o aluno desenvolverá habilidades técnicas para elaborar normas de segurança no trabalho, realizar vistorias no ambiente de trabalho e verificar e controlar variáveis passíveis de ocasionar acidentes e doenças nos trabalhadores.

A carga horária é de 1481 horas, e o curso é 100% online. O que lhe dá maior liberdade para estudar, adquirir conhecimento e colocar tudo em prática.

Além disso, o curso da CPET em Segurança do Trabalho disponibiliza inúmeras certificações aos alunos. Veja:

  • 35 Certificados referentes a cada Curso Isolado Livre
  • 04 Cursos de Formação Profissional :
    • Operador de Microcomputador – CBO – 4121-10
    • Auxiliar Administrativo em Segurança do Trabalho – CBO – 4121-10
    • Auxiliar de Agente de Higiene e Segurança – CBO – 2543-10
    • Auxiliar de Segurança – CBO – 2541-10
  • 02 Qualificações Profissionais  Técnica de Nível Médio: (Saídas Intermediárias)
    • Agente de Higiene e Segurança – CBO – 2542-10
    • Assistente de Segurança – CBO – 5173-30

O profissional terá registro no CREA terá habilitação técnica em TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM SEGURANÇA DO TRABALHO.

As matérias vão desde a introdução básica a segurança do trabalho, até a gestão de pessoa e liderança.

Conheça um pouco melhor sobre a profissão de Técnico em Segurança do Trabalho, entender a importância dela e como ela se enquadra no mercado de trabalho.

Imagine trabalhar em uma empresa ou fábrica que não segue as legislações de segurança brasileiras. Você não apenas está sujeito a acidentes como, sobretudo, está em um ambiente cujos superiores não se importam muito com a condição física e psicológica dos trabalhadores.

Contra tais situações, existe a segurança de trabalho. Ela é uma ciência com importância vital em nossa sociedade, pois almeja promover a proteção do trabalhador em seu ambiente de trabalho, visando tanto a prevenção e redução de acidentes e doenças quanto a própria continuação do processo de produção de uma fábrica e empresa.

Quando alguns chefes não se importam com a segurança do trabalho acreditando que ela pode acarretar mais custos para sua empresa, eles não levam em conta não apenas a integridade do trabalhador, como, também, a possibilidade de que qualquer pessoa acidentada pode causar mais prejuízos do que se a empresa investisse em segurança.

Para compreender essa situação, basta imaginar que um acidente ocorre em um ambiente de trabalho e incapacita o trabalhador. A empresa precisa procurar outro para assumir suas funções e, consequentemente, terá prejuízos em sua produção. O mesmo acontece com um acidente que danifica algum equipamento ou alguma máquina.

Por isso, a segurança do trabalho é tão importante tanto para os trabalhadores quanto para a própria econômica. O Centro de Profissionalização e Educação Técnica elaborou esse artigo para que você possa conhecer um pouco melhor sobre a profissão de Técnico em Segurança do Trabalho, entender a importância dela e como ela se enquadra no mercado de trabalho.

O técnico em segurança do trabalho

O Brasil tem uma longa história na trajetória de conquistas de direitos trabalhistas, incluindo as leis relacionadas à segurança do trabalho, como, por exemplo, as Normas Reguladoras (NR).

Diante desse cenário, o técnico em segurança do trabalho é um profissional que deve garantir a segurança dos trabalhadores em seus ambientes de trabalho, por meio da adoção de medidas e padrões. Seu objetivo é evitar qualquer tipo de acidentes e doenças ocupacionais. Isso protege, claro, a integridade física e psíquica dos trabalhadores durante suas jornadas de trabalho.

Para que isso aconteça, o técnico em segurança do trabalho utiliza várias técnicas e estratégias. Ele elabora e implementa políticas de saúde e de segurança; realiza auditorias a fim de verificar se as normas de segurança estão sendo cumpridas. Acompanha e avalia todos os processos industriais e empresariais, entre tantas outras coisas.

Outro fator bastante interessante é o carácter educativo e preventivo da segurança do trabalho. O profissional desenvolve diversas ações educativas na área da saúde e da segurança a fim de conscientizar os funcionários. Ele utiliza estatísticas e gráficos para demonstrar os riscos, cria cursos e palestras, promove dinâmicas e reuniões.

Além disso, pesquisa e propõe o uso de novas tecnologias e de novos instrumentos mais sofisticados e mais seguros para seus superiores. Em outras palavras, esse profissional é essencial tanto para cumprir as leis obrigatórias para todas as empresas quanto para assegurar a integridade dos trabalhadores.

Mercado de trabalho

O técnico de segurança do trabalho atua em diversos setores. Ele pode trabalhar tanto em empresas públicas quanto em privadas ou em órgãos oficiais. Com bastante frequência, abrem-se editais públicos para a contratação desse tipo de técnico.

Isso porque todas as empresas precisam de um profissional para integrar os especializados das Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e Emprego. A legislação brasileira obriga que todas as empresas cumpram requisitos mínimos de segurança, elevando, assim, a quantidade de vagas e de procura por esse tipo de profissional.

Por todos esses fatores, as empresas valorizam esse profissional, com buscas frequentes de técnicos com boa formação. Desse modo, o CPET disponibiliza um curso de alta qualidade visando o mercado de trabalho e valorizando a vida e a integridade física e mental de cada trabalhador.

O curso técnico em segurança do trabalho é uma excelente escolha para quem quer se inserir rapidamente no mercado de trabalho e prestar, ao mesmo tempo, um serviço fundamental tanto para as empresas em que trabalha quanto para a sociedade como um todo.

Aproveite e faça agora mesmo parte dos milhares de alunos do Curso Técnico em Segurança do Trabalho da CPET. Encontre sua profissão aqui!

12 de abril de 2021
PROPRIEDADE E COPYRIGHTS CPET - CENTRO DE PROFISSIONALIZAÇÃO E EDUCAÇÃO TÉCNICA - Desenvolvido por Márcio Barbosa