fbpx

O horizonte da educação técnica no Brasil

A educação técnica no Brasil constitui um modelo de educação profissional para que os alunos se integrem rapidamente ao mercado de trabalho, e suas características específicas podem variar conforme seu sistema de ensino. Geralmente corresponde ao treinamento de nível médio.

O horizonte da educação técnica no Brasil

Segundo dados do MEC, a educação técnica no Brasil responde por apenas 11% das matrículas no ensino técnico de ensino médio. Em média, 50,4% dos alunos do ensino secundário nos países da UE também participaram em cursos profissionalizantes. Na Áustria, esse coeficiente é de 69,8% e na Finlândia é de 70,4%. Isso não ocorre porque os empregadores não valorizam.

A possibilidade de empregabilidade com boa remuneração é atrativa para quem faz educação técnica no Brasil. Por exemplo, no mercado eletromecânico, químico e energético, o salário de um técnico no primeiro ano de mercado de trabalho pode facilmente ultrapassar 5 mil reais por mês.

O PIB industrial catarinense, por exemplo, é de 66,3 bilhões de reais, o que equivale a 5,0% da indústria do país. Hoje, o estado emprega mais de 800.000 trabalhadores no setor. Uma das maiores vantagens que vemos na educação técnica no Brasil é que nos prepararmos para a revolução trazida pela Indústria 4.0.

Por isso, o setor empresarial está se aproximando cada vez mais das instituições de ensino e trabalhando em conjunto para encontrar soluções que atendam às suas necessidades de formação profissional de jovens por meio da educação técnica no Brasil.

O setor se beneficia das qualificações da força de trabalho que atendem às necessidades específicas e aos alunos com uma ampla gama de oportunidades de emprego. Portanto, acreditamos que o investimento em tecnologia e educação técnica no Brasil é a base para a retomada do crescimento econômico do país.

Nos próximos dez anos, a previsão é que haja pelo menos 30 novas carreiras voltadas para a tecnologia digital. Uma formação técnica de menor duração e mais adequada ao mercado de trabalho pode responder a essas mudanças.

Até 2020, o Senai registrou 166.786 cursos técnicos no Brasil e 223.133 cursos de qualificação profissional que atendem às necessidades da indústria, hoje com 9,7 milhões de pessoas ocupadas, o que representa 20,4% do total de empregos oficiais do país.

Pesquisa realizada pela PUC do Rio de Janeiro mostrou que entre duas pessoas com a mesma escolaridade, aquelas com um ano de formação profissional obtinham rendimentos 18% maiores.

Diante dessa situação, o Centro de Profissionalização e Educação Técnica acredita que a educação técnica e profissional é um horizonte cheio de oportunidades. A qualificação profissional é um modo possível para auxiliar no crescimento social e pessoal. Por isso, disponibilizamos excelentes cursos profissionais e técnicos, reconhecidos pelo MEC, para auxiliar jovens e adultos no enfrentamento de desafios, além de possibilitar a construção carreiras de sucesso e reconhecidas profissionalmente.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco:

📱 Envie um WhatsApp ► //bit.ly/contatoCPET ou (11) 9 6056-8891

Siga o CPET nas redes sociais:

Curta nossa página no Facebook: //www.facebook.com/tecnicoscpet
Siga nosso perfil no Instagram: //instagram.com/cpet_cursos
Acesse nosso Twitter: //twitter.com/CpetCursos
4 de junho de 2021
PROPRIEDADE E COPYRIGHTS CPET - CENTRO DE PROFISSIONALIZAÇÃO E EDUCAÇÃO TÉCNICA - Desenvolvido por Márcio Barbosa