fbpx

Cultura organizacional – Conheça os 4 tipos

Cultura organizacional – Conheça os 4 tipos

Um de seus funcionários seria capaz de lhe dizer qual é o objetivo da empresa se você lhes perguntasse? Toda a equipe, não apenas os empresários e a gerência, deve estar ciente do propósito da organização para que ela seja sustentável. A cultura organizacional ajuda a alinhar esta consciência.

A seguir, sabe tudo o que você precisa saber sobre cultura organizacional.

Boa leitura!

O que é cultura organizacional?

O conjunto de hábitos e crenças estabelecidas por normas, valores, expectativas e atitudes mantidas por todos os membros de uma empresa é chamado de cultura organizacional, cultura empresarial ou cultura corporativa.

Neste sentido, a cultura organizacional também engloba a liderança e as perspectivas dos funcionários, assim como a forma dominante de pensar dentro da organização.

Isto indica que a cultura corporativa é a representação das regras não escritas e informais de uma organização que orientam a conduta dos funcionários.

A cultura organizacional, por outro lado, está encarregada de estabelecer a missão e fazer emergir os objetivos da empresa. Para representar adequadamente a organização, ela deve estar conectada com outras partes das decisões e ações da empresa, inclusive como direção, planejamento, organização e controle.

Dessa forma, é fundamental lembrar que a cultura organizacional e a liderança trabalham lado a lado, porque os gerentes devem definir (ou alinhar) o que é esperado dentro da empresa.

Características de uma cultura organizacional forte

Características de uma cultura organizacional forte

Cada empresa tem seu próprio conjunto de valores, que é o que os distingue uns dos outros.

Entretanto, há alguns traços que toda boa cultura organizacional compartilha, que discutiremos a seguir.

Inovação

Nos negócios, a inovação é definida como experimentar novas ideias, usar novas táticas e empregar a criatividade para obter melhores resultados.

Não é surpresa que este seja um termo frequentemente ouvido no mundo dos negócios. Esta característica foi ligada à cultura da organização, à iniciativa de valores e a um estilo de gestão mais participativa.

Motivação

No local de trabalho, a cultura organizacional e a motivação devem andar lado a lado porque uma coisa leva à outra.

Os princípios da empresa têm um impacto direto sobre como os funcionários se sentem diariamente, portanto é fundamental que a organização e os profissionais que lá trabalham estejam na mesma página.

Competitividade

Uma cultura corporativa consistente é vista como uma vantagem competitiva; afinal, as normas, valores, conduta dos funcionários e atividades criadas distinguem a empresa no mercado.

Tolerância ao erro  

Embora seja verdade que os erros no local de trabalho devem ser evitados, ninguém é imune a eles. Os erros devem ser corrigidos quando ocorrem, mas eles também fazem parte do processo e podem levar ao sucesso.

Cuidado com as pessoas 

Enquanto a cultura organizacional é sobre a identidade da empresa, também é sobre os indivíduos que a compõem.

Todo este conjunto de leis, princípios e práticas não teria sentido se não fossem os funcionários que fazem as coisas funcionarem todos os dias.

Tipos de cultura organizacional 

Tipos de cultura organizacional

Dependendo da empresa, o tipo de cultura organizacional pode ser diferente.

É fundamental também reconhecer que não existe um modelo certo ou errado; ao contrário, existe um que melhor se adapta às realidades de cada empresa.

Os modelos de cultura organizacional são apresentados a seguir.

Cultura de pessoas 

As pessoas estão em primeiro lugar nesta forma de cultura organizacional, que valoriza a coletividade e o bem-estar dos funcionários.

Isto não quer dizer que não há ênfase nos resultados; pelo contrário, com este paradigma de gestão, o processo é priorizado somente quando as pessoas são priorizadas.

Cultura de poder

Os funcionários não têm muita autonomia aqui porque todas as decisões comerciais são tomadas pelo proprietário ou pelo CEO. Neste sentido, a figura central da organização é responsável por tudo.

Cultura de tarefas 

Neste caso, as organizações que utilizam o modelo de cultura de tarefas recorrem à ajuda de especialistas para completar as tarefas.

Como a atenção está sempre voltada para o problema, as empresas recrutam pessoas que podem atuar em uma variedade de situações.

Este não é o tipo de organização para aqueles que precisam de previsibilidade, mas, por outro lado, este perfil gerencial tipicamente concede ao pessoal uma grande autonomia, permitindo-lhe inovar.

Cultura de papéis

A cultura de papéis é construída com base nas funções que cada profissional desempenha.

Como os níveis hierárquicos estão firmemente definidos, há pouco espaço para a colaboração, pois cada colaborador realiza apenas as atividades que foram determinadas.

O que você achou desse post? Deixe um comentário aqui compartilhando suas experiências ou dúvidas, irei adorar lhe responder! Boa sorte e até mais!

Agora é com você! Aproveite para conferir os cursos técnicos EAD do CPET.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco:

📱 Envie um WhatsApp ► //bit.ly/contatoCPET ou (11) 9 6056-8891

Siga o CPET nas redes sociais:

Curta nossa página no Facebook: //www.facebook.com/tecnicoscpet
Siga nosso perfil no Instagram: //instagram.com/cpet_cursos
Acesse nosso Twitter: //twitter.com/CpetCursos
27 de novembro de 2021
PROPRIEDADE E COPYRIGHTS CPET - CENTRO DE PROFISSIONALIZAÇÃO E EDUCAÇÃO TÉCNICA - Desenvolvido por Márcio Barbosa